top of page

Surrealcanibalismo

Cabelos urbanos Cubanos A solta no caminhar na moita Pondo-se a solta Nas pontas De pequenas contas Em um bar da vida Que se faz de dia Absorvendo toda a sina Pelas retinas Retilineaementes sombrias Como sobras frias De pratos a pia Que queimaram de cansaço Desfaço Num surreal poema Um dilema Que nem eu mesmo sei se existo Critico E volto ao cinismo Caindo no meu particular abismo.

Yuri Cidade

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page